Segundo a International Air Transport Association (IATA), 2009 foi o pior ano na aviação comercial desde a IIª guerra mundial.

IATAOs números apontam um só sentido. Os voos internacionais tiveram -3.5% de passageiros e -3% de movimentos. A carga voada baixou -10,1% e -8.4% na oferta de serviços. Com resultados favoráveis restaram as companhias do Médio Oriente (11.2%) e América Latina (0.3%), mas seguiram a tendência na descida de “load factor”.

A IATA não inclui resultados das companhias aéreas de baixo custo, pois não são membros associados. A fazer crer nos valores registados na Europa, este tipo de companhias teve um ano de crescimento, mas também de reestruturação.