Para receber newsletter diária

Recebe as notícias por email:

 

Allgarve promove “baixo custo

Dá por nome Allgarve a nova marca de promoção turística da região mais a sul do nosso país. O programa nasce de uma parceria do Governo e Instituto de Turismo de Portugal e foi apresentado na feira "Algarve Convida" que decorreu na FIL no passado fim de semana.

Um dos oitos pontos que o programa pretende dinamizar será o incremento de companhias aéreas baixo custo a operar para o aeroporto de Faro.

Actualmente, as instalações aéreas algarvias são as que recebem mais companhias aéreas “low cost” em Portugal. Voam para Faro pelo menos 25 destas empresas europeias.

Fonte: Observatório do Algarve

 
, Março 19th, 2007,

2leep.com

Siga-nos no Facebook:

4 Comentário sobre Allgarve promove “baixo custo

  1. Joana Responder

    22 Março 2007 at 15:29

    Só mesmo um pais como o nosso para ter uma ideia triste destas. Quem é que muda o nome de uma região do proprio pais para facilitar alguma coisa aos estrangeiros, principlamante a ingleses!! Que por sinal já tomaram conta do Algarve todo. Tudo no comercio tem o nome em inglês, os empregados são ingleses, os preços são mais altos por causa dos ingleses e agora querem mudar o nome para inglês. isso é que não, já está na hora de ganharmos algum juizo!Onde é que está a nossa cultura, a nossa diferença, o nosso patriotismo! Eles não fazem nada por mais ninguém, vêm para aqui destruir, são racistas e nós ainda vamos fazer isto…. Haja alguém com neurónios para pôr fim a esta estupidez!
    Tudo pelo melhor de Portugal!!!!!!!!!!!

  2. Patricia Responder

    22 Março 2007 at 15:40

    Joana és a maior! Concordo plenamente contigo, podemos promover o turismo sem perder a nossa individualidade! Não nos podemos esquecer do que é nosso!Algarve é Algarve e tem de continuar a ser Algarve. Não é a mudança do nome que irá promover mais a região, mas sim o que nós fazemos por ela a tentar mantê-la unica e diferente, através dela passar a imagem de Portugal. Viva o ALGARVE só com L!!!

  3. Luis Responder

    22 Março 2007 at 16:12

    O mais grave é a coexistência de dois nomes agora. Isto numa marca que já está mais que consolidada. Por exemplo: Procuras no Google acerca da região: O que devem os estrangeiros usar nas pesquisas ? Allgarve, Algarve ? Isto é enfraquecer algo que já era forte…

  4. Sérgio Horta Responder

    29 Março 2007 at 21:42

    Só há duas explicações para este caso, ou o ministro foi engrupido por uma agência de publicidade e marketing, que “inventou” uma letra, neste caso a letra “L”, e que por esse facto arrecadou 3 milhões de Euros dos 6 milhões que vai custar a “campanha promocional” idiota, ou anda “alguém” a sacar muito dinheiro por fora. Por vezes as explicações que são válidas, são as mais simples.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>