Um grupo de trabalho nomeado pelo Governo, conclui que o Aeroporto de Beja deve ser utilizado para o voo de carga e passageiros, aproveitando o empreendimento do Alqueva e as operações da Embraer em Évora.

As conclusões foram entregues ao Governo em setembro de 2012. Em dezembro, o aeroporto de Beja passou a pertencer ao portefólio da Vinci, entidade que apresentou a melhor proposta no processo de privatização da ANA.

O relatório aponta para que Beja desenvolva o turismo na região do Alentejo, o nicho da aviação executiva, que se cumpra como “centro logístico de carga aérea com cargueiros puros, servindo o Centro e o Sul do País” e que seja um ‘cluster’ (núcleo) da indústria aeronáutica.

Aeroporto Beja