easyJet estreia a sua base de Lisboa em abril 2012. Informação avançada pelo  Jornal de Negócios na ediçâo de hoje, indica que a SATA e TAP foram convidadas a passar as suas operações domésticas para o Terminal 1, deixando o T2 “para a companhia low cost”.

Fonte da ANA contactada pelo Low Cost Portugal garantiu que a mudança das companhias nacionais para o T1 se realizará gradualmente no verão IATA, que decorre de fins de março a outubro. Com o fim das obras de expansão no Aeroporto de Lisboa, nesse período, são criadas melhores condições para os passageiros TAP e SATA comparativamente às do T2.

“O Terminal 2 vai ser um terminal com um serviço simplificado e apenas para voos onde as companhias não tenham necessidade de ter infraestrutura especifica para processar passageiros em transferência. Todas as companhias nestas circunstâncias poderão vir a utilizar a infraestrutura. A easyjet é uma delas”, especifica fonte do aeroporto. Refere ainda que as taxas aeroportuárias dos T1 e T2 “serão as mesmas”.

O cenário do T2 ficar para um segmento de aviação – neste caso o low cost – tinha sido refutado pela administração da ANA. Fonte da TAP garantiu ao Jornal de Negócios estar em conversações com a ANA, sem que haja ainda entendimento para a “migração”.

A base da easyJet no T2 tem os “meses contados”. O governo pretende deslocalizar a aviação baixo custo da Portela para um aeroporto na região de Lisboa (ou Centro do país ou Alentejo). As conclusões do estudo serão apresentadas até 19 de abril, sendo de esperar um (longo) período até à concretização de uma nova infraestrutura.