Até 2015, a Ryanair e a easyJet vão receber 9,2 milhões e 6,4 milhões de euros no programa iniciative.pt, segundo o semanário SOL O programa de incentivos de criação de rotas orçado em 23 milhões de euros, iniciou-se em Dezembro de 2007.

A TAP irá abdicar dos incentivos pois “há mais de uma década a viver sem ajudas do Estado, considerando que os subsídios distorcem as regras da concorrência”. Segundo o jornal a companhia nacional recebeu 994 mil euros até ao momento e deverá garantir mais 118 mil euros.