A easyJet suprime os voos para Ponta Delgada na impossibilidade de reforçar com mais aeronaves e pelo aumento de concorrência. O último voo regista-se no fim do verão IATA.

O reforço da rota pela TAP e SATA e a concorrência da Ryanair são motivos justificados para o fim da operação, a par da falta de aeronaves para realizar um serviço desejado. Nas palavras do diretor comercial da easyJet para Portugal, José Lopes, a companhia deveria de ter uma operação de dois voos diários para que a rota fizesse sentido. Para tal, seriam necessários mais aviões da marca laranja disponíveis em Portugal.

A easyJet iniciou voos para Ponta Delgada em março de 2017.