A desistência de construção do aeroporto de Alcochete e lançamento de uma infraestrutura de apoio à Portela, tem o apoio da Comissão Europeia.

Segundo o semanário Sol, o comissário europeu para os Transportes, Siim Kallas, considera “mais sensato, menos dispendioso e mais rápido” adaptar uma base aérea da zona de Lisboa para voos de companhias aéreas baixo custo.

Siim Kallas fez saber que o fundo comunitário de 170 milhões de euros a ser entregue para a construção de Alcochete foi repartido para outros projetos. A Comissão poderá, contudo, investir nas obras de reestruturação ao abrigo da Rede de Transeuropeia de Transportes (RTE-T). Lisboa é considerada uma zona desenvolvida e tem acesso restrito a verbas do fundo europeu de desenvolvimento regional (FEDER).