Para receber newsletter diária

Recebe as notícias por email:

 

Taxas de handling podem aumentar em Faro e originar saída de companhias aéreas

Foto: Luisrosa.net

Soa o alarme. Segundo Paulo Geisler, presidente da associação das companhias aéreas que utilizam aeroportos portugueses (RENA), há empresas que estão equacionar sair do aeroporto de Faro devido ao aumento de taxas.

Com a saída de cena da Groundforce, a Portway será o único operador de “handling” activo em Faro e pretende aumentar os preços em 90% para novos clientes, afirma Paulo Geisler.

“A Portway, 100% detida pela ANA, é o único prestador de serviço handling após o encerramento da Groundforce e, neste momento, a alguns dos antigos clientes da Groundforce, a Portway está a solicitar aumentos acima dos 90%. É um facto público notório, constatado pelos números divulgados pela própria ANA, os aeroportos portugueses são mais caros que, por exemplo, os espanhóis”, afirmou o responsável à RR.

, Março 7th, 2011, Etiquetas:,

2leep.com

Siga-nos no Facebook:

2 Comentário sobre Taxas de handling podem aumentar em Faro e originar saída de companhias aéreas

  1. Amor à camisola Responder

    8 Março 2011 at 14:24

    Governo e ANA aeroportos finalmente atingiram um objectivo desejado, sobretudo pela segunda, por mais de duas décadas.
    Assim que a TAP SPdH (vulga Groundforce) foi "chutada" para fora, e os clientes desta se viram obrigados a recorrer à Portway, os preços saltaram violentamente de 500€ para 1500€ o "turnaround" da aeronave.
    Depois de anos de "dumping" de preços por parte da Portway, possíveis graças à inexistência de rendas à ANA aeroportos, finalmente a fera mostra a sua garra e os preços com ela dispararam….
    Com projectos destes, não há empresa que resista…mesmo que seja "The Station" , ou mesmo The best european On-Time performance" epítetos conquistados pela Groundforce/Faro nos últimos anos de serviço.
    "Os tempos mudam e com eles a vontade dos homens". Por muitos anos Faro/GForce foi uma escala que rendeu MUITO dinheiro; que suportou o défice de outras escalas (aeroportos onde a TAP,SPdh presta serviços em terra) mas de nada já vale, porque o Mercado mudou e a Administração da Groundforce também – não há vínculos humanos, não há história, somente números. E são apenas estes que a nova geração de gestores respira.
    Números, gráficos, frases feitas, o que a escola tão bem lhes ensina.
    Para terminar, já que é aventado que os trabalhadores da GForce em Faro custam à empresa 2400€/cada, convém esclarecer que o valor é bruto, sujeito a descontos, além de que, somente aqueles com 30 anos de casa (que não são os 336!) poderiam auferir tal valor.
    Pergunto: Não são +/-1800€ merecidos, a um indivíduo com 30 anos (!) de antiguidade; com 30 anos de doenças profissionais (imagine-se alguém carregar centenas de malas 5 horas consecutivas e depois mais 2,5, senão mais, sem pagamento extraordinário porque as chefias magistralmente apresentavam gráficos no Vermelho, em reuniões mensais – entenda-se "brainwash"; a trabalhar por turnos (acordar às 3:30 da manhã para estar no aeroporto no primeiro turno – 4:30, para a operação do famoso voo TAP com ligações para o resto do mundo) ??????? Não são merecidos?
    No entanto os Senhores Administradores gozam de vencimentos escandalosos, + automóvel, + gasolina, + telefone, + (…), mas a estes Tudo É Merecido, porque foram à Escola Superior e aprenderam a construir gráficos, que os beneficia, em detrimento da "massa que põe a máquina funcionar", porque esta, apesar de tratar-se de Pessoas com funções especializadas (trabalhar com aviões implica trabalhar com a segurança dos que viajam e dos que trabalham) com a mudança da Economia actual, já não precisam de "know how" e quaisquer 500€ pagam o serviçito.
    Bem vindos ao Séc. XXI.

  2. Taliban Algarvio Responder

    14 Março 2011 at 1:17

    Chama-se a isto esperteza saloia!!! Mais desemprego…. LowCost Costs Jobs!!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>