A easyJet enfrenta problemas nas operações de Verão. Cancelamentos e atrasos de voos estão a deixar impacientes passageiros e são agora notícia na imprensa generalista.

Ontem, o Telegraph afirmava que as taxas de pontualidade da easyJet são inferiores às da Air Zimbabwe no aeroporto londrino de Gatwick. Por sua vez, o Tagesspiegel informava que a companhia tinha cancelado vários voos desde sexta-feira no aeroporto de Schönefeld em Berlim, e que deixara os passageiros à beira de um ataque de nervos.

A easyJet diz que parte dos atrasos se deve a greves contínuas de controladores aéreos da Grécia, França e Itália. Sabe-se que a companhia está em processo acelerado de recrutamento e formação de quadros de forma a melhorar as suas performances. Outra medida tem sido o leasing de aviões e equipas.

A não publicação das taxas de pontualidade por parte da easyJet foi uma das “guerras” movidas pela Ryanair á sua rival. Resta saber se fará nova campanha, uma semana depois de ter sido condenada a publicar um pedido de desculpas e a pagar uma indemnização a Stelios Haji-Ioannou por lhe chamar “easyJet’s Mr. Late-Again” e referir que a companhia mentia quanto às taxas de pontualidade.